domingo, 22 de janeiro de 2012

Agora que sou subcelebridade

(7/16)

Ontem a tv veio aqui em casa me entrevistar. Esse ano foi o primeiro que a UFU adotou o Sisu como único processo seletivo pra ingresso na universidade, e as estatísticas dos aprovados foram um pouco estranhas. A concorrência subiu absurdamente e apenas 24% dos aprovados eram, de fato, de Uberlândia. No Jornalismo, por exemplo, das 20 pessoas que passaram, apenas 4 são da cidade. E eu sou uma delas. Por isso uma veterana do curso que estagia na tv local entrou em contato comigo, perguntando se eu poderia dar uma entrevista para o jornal. Meio sem saber como dizer não e querendo parecer legal, topei. Assim que ela desligou o telefone me arrependi amargamente. Óbvio.

Sou uma pessoa tímida e a câmera não me ama. Se fico nervosa diante de uma câmera fotográfica, imaginem só o caos ocorrido quando começam a me filmar. Fizemos a revelação do amigo secreto da Máfia por vídeo, e passei boa parte do meu dando risadas nervosas e fazendo caretas de desespero. Não sabia o que fazer com as mãos e não conseguia parar de mexer no cabelo. Pra ficar pior só faltava mesmo eu começar a chupar o dedo. Quis pular fora e fui impedida pelos meus pais.

Eles, claro, trataram aquilo como se a Marília Gabriela tivesse me ligado e me chamado pra ser entrevistada no seu programa. Ou melhor, o David Letterman em pessoa. Falaram incessantemente que aquilo era uma oportunidade, que eu poderia fazer contatos, e todo aquele tipo de maximização e romantização de situações que apenas pais corujas conseguem fazer. Não tive como pular fora.

Meu maior medo era fazer papel de boba. Dizer alguma besteira muito enorme por causa do nervosismo e virar piada no Youtube. Enrolar a língua e tropeçar no português. Ter uma crise de riso, irritar o repórter e ir pra lista negra do Jornalismo antes mesmo de entrar no meio. Meus pais queriam que eu elaborasse respostas, como se tudo aquilo fosse sobre minha pessoa e estilo de vida, e houvesse muito tempo no jornal da hora do almoço pra se perder com uma vestibulanda da cidade. No fim, só pedi que Deus não me deixasse errar a concordância dos verbos.

O repórter e o cinegrafista foram muito simpáticos e minha mãe falou mais que eu. Nós passamos mais ou menos uma hora conversando enquanto o câmera pegava as imagens, e nesse tempo falamos sobre escola, carreira e até sobre o Chico. Ah, o Chico! Como se soubesse o que estava acontecendo, ele logo veio deitar no meu colo e não parou de olhar para a câmera durante um só minuto. Quando o cinegrafista trazia ela para mais perto, ele desandava a fazer umas performances que não entendi até agora, rolando no sofá, abrindo as pernas. Corta isso, moço, pelo amor de Deus, o que o povo vai pensar com meu cachorro todo se querendo desse jeito?

A entrevista mesmo foi só no final, quando eu já estava mais calma. Como já previa, foi coisa muito rápida e a única coisa que lembro é dele me perguntando qual havia sido minha reação ao ver meu nome na lista. Eu tinha que olhar pro repórter, mas só conseguia olhar pro microfone na minha frente e acho que acabei rindo demais de nervoso, só espero que não tenha sido algo estilo Chloë Sevigny.




Minha mãe achou a coisa bem sem graça e eu só terminei tudo aliviada porque não fiz papel de boba. Eu acho. Se bemque , caso tenha feito e de fato vire um viral no Youtube, terei um motivo para ir até o Projac conhecer o Evaristo Costa e ser zoada pelo Tiago Leifert.

* Sei que furei o esquema ontem, mas dessa vez não foi por preguiça e nem falta de inspiração. Tive um dia cheio e além da entrevista, recebi a fantástica notícia que passei no vestibular da UFMG. Fiquei feliz demais, ainda porque o ingresso para Jornalismo é só no segundo semestre, o que me dá um tempo razoável para de fato resolver minha vida. Papai veio jantar aqui em casa para comemorarmos e só consegui sentar no computador depois da meia-noite. Foi por uma causa nobre, vai, vamos fingir que nada aconteceu. ;)

20 comentários:

  1. Que menina mais chique essa que passa em duas faculdades ótimas e ainda dá entrevista pro jornal. Parabééns pela entrevistas Anninha e relaxe que com certeza você se saiu bem e não vai viral viral, a não ser que te achem muito fofa e resolvam mostrar isso pro mundo todo, hahaha. Mas confie que seu dia ao lado do Evaristo vai chegar e aí você vai pedir autógrafo pra Máfia toda, muahamuaha :) Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Sua baaaaaaa...... <3
    Muito chique, mas juro que pensei que era por causa do blog. Aliás, o povo podia entrevistar a máfia né? Pra falar de blogs, amizades virtuais, facebooks, tudo junto. Aliás, acho que renderia um globo repórter! HAHAHAHA
    Nosso dia de abraçar o Evaristo vai chegar, vais ver! E você é um pônei lindo. Não vai virar viral não. Relaxa!

    ResponderExcluir
  3. Você não contou como que ficou sabendo que passou na ufmg, não curti.

    IAUHEIUAH

    ResponderExcluir
  4. Você nem falou o canal nem o programa... é pra ninguém poder assistir, é? haha

    Mas muito legal isso, cada vez mais conhecida, hein? Espero que você tenha lembrado de "acidentalmente" colocar uma plaquinha com o endereço do blog na parede em que te filmaram! Vocês devem ter conversado a beça sobre a área jornalística, né? O bom é que agora você já passou, não tem muito perigo mais em ficar indecisa quanto ao que cursar (e você escolheu bem, eu tenho essa impressão... não vejo porque você mudaria de curso).

    E nem é tão mal você ter rompido com o esquema do blog (c-c-c-combo breaker), só espero que seu TOC consiga lidar com o último post sendo dia 01 de fevereiro! :P

    bj

    ResponderExcluir
  5. ai nunca dei entrevista! e aposto que ficaria nervosa como vc! fiquei pra fazer o vídeo pra Máfia, imagine pra população hahaha!
    pelo menos foi em causa nobre e não aconteceu nada!!!
    é diferente se imaginar do outro lado né? eu sempre me 'saía bem' nas sessões de terapia, como paciente, aí qd foi pra eu ser a terapeuta fiquei super nervosa.. mas dps fluiu!!
    Anna famosa em Uberlândia, uauu!! hehehe
    Beijosssssss

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. aaaaaahhh que demais! você vai nos dar a imensa alegria de compartilhar o vídeo conosco em breve, não vai? rs

    espero que não viralize... já pensou?

    "A Luiza tá no Canadá e a Anna Vitória tá na UFMG"

    e parabéns de novo! mas não estou nem um pouco surpresa que você passou em mais uma ;)

    ResponderExcluir
  8. Ma, que chique você dando entrevista!! A coisa boa é que o motivo foi nobre, a nerd de Uberlândia. Que linda.
    Acho que eu ficaria toda rosa, falando fino ou estalada com uma bolacha imaginária, gaguejando ou coisa do tipo.
    Não nasci para aparecer nos holofotes, acho que no máximo, para trocar as pilhas deles! Hahaha.

    ResponderExcluir
  9. mais que menina mais inteligente ! parabens ! senti falta do texto, mas agora entendi que foi por uma boa causa (:

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pelos vestibulares, Anna!!

    E parabéns pela entrevista, por fazer direitinho, ehehhe. (:

    ResponderExcluir
  11. Eu não tenho o menor problema com câmeras, na real, as amo! HAHAHAH daí quando passei no vestibular meu professor veio me entrevistar pro programa dele, perguntou quais dicas eu dava pros vestibulandos desse ano e tudo que consegui dizer foi "vão te mandar estudar, ignorem e façam tudo que vocês gostam, estudem só as matérias que vocês gostam e se esforcem nos textos que tudo dá certo", duvido que coloquem minha resposta no programa, mas bem... Eu tava toda suja de lama na hora e tal, não tinha como pensar em coisa melhor... Enfim, garanto que você foi bem, pegando seu vídeo da Máfia como base, mesmo que você morra de medo da câmera, não consegue deixar de ser fofa e um amorzinho com essa sua voz linda que você odeia <3
    e PARABÉNS again pela UFU e pela UFMG e estou torcendo pra que você tome a decisão certa quanto ao seu futuro. Really. Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Cadê sua entrevista? Que ver! E COMASSIM QUE CÊ PASSOU NA UFMG E NEM ANUNCIA? SUA LINDA! E oh, assisti seu vídeo do amigo secreto da Máfia e juro que nem percebi seu nervosismo (:
    Beijo, Anninha.

    ResponderExcluir
  13. CLARO que depois você vai tentar postar o vídeo da entrevista por aqui, né?

    ResponderExcluir
  14. Anna, Anninha...
    Parabéns por ter passado no vestibular. Agora sim teremos uma jornalista de verdade!
    Eu já participei de uma entrevista parecida, mas foi no meu ensino médio, era um vídeo do governo do estado que sairia na formatura de ensino técnico que eles fazem todo ano. Foi bacana, menti horrores sobre a maravilha (e deficiente) educação do meu curso e, no final, a edição parecia um "De Volta para Minha Terra" do gugu, sabe?
    Beijão, famosa. Vai virar it girl.

    ResponderExcluir
  15. atenção

    http://g1.globo.com/videos/minas-gerais/triangulo-mineiro/mgtv-1edicao/t/edicoes/v/resultado-do-sisu-para-o-ingresso-na-ufu-gera-polemina-em-uberlandia/1780313/

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  17. haha boa Isa!

    adorei! Muito lindinha falando, baixinho, mas falou bem e bastante! Arrumada, que cabelo bonito! Arrasooooou! E que cachorro fofo é esse??

    essa minina é muito chique mesmo! rs

    ResponderExcluir
  18. Primeiro de tudo: PARABÉNS AMORINHA LINDA! Você sempre ahaza e eu sabia que você ia terminar passando nas duas faculdades! Sua linda!

    E, olha, não consigo aceitar o fato de você não ter pego o vídeo para MOSTRAR às amyghas mafiosas! QUE INJUSTIÇA! Vou procurar meus direitos, hein? HAHA


    Beijo, linda!

    ResponderExcluir
  19. MELDEUS, TEM VÍDEO! ANNOOOOOOOOOCA, SUA LINDINHA FOFA! Agora O BRASIL INTEIRO conhece sua voz de bebê! \o/

    ResponderExcluir