quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ode ao sono

Everybody seems to think I'm lazy
I don't mind, I think they're crazy
Running everywhere at such a speed
Till they find there's no need

Please don't spoil my day
I'm miles away
And after all
I'm only sleeping

Coisa que gosto nessa vida é dormir. Grande questão da humanidade pra mim não é que quem veio primeiro, a galinha ou o ovo, mas sim o que é melhor, comer ou dormir. Mas se for parar pra pensar, eu esqueço de comer com frequência, e Deus que me perdoe, mas as vezes eu tenho até preguiça de comer. Basta algum baque mais forte aqui dentro e o apetite é o primeiro a ir embora. Nunca, nunca me esqueci de ir dormir e muito menos fiquei com preguiça disso, aliás acho que a única coisa que a preguiça ajuda é a dormir. Se por um acaso algo ou alguém estiver me tirando o sono, corram para as montanhas que a coisa é séria. Me orgulho ao dizer que até hoje coração partido algum foi capaz de me fazer brigar com meu travesseiro, aquele lindo, minha estrela derradeira, amigo e companheiro no infinito de nós dois.

Apesar de não fazer milagres, existem poucas coisas nessa vida que uma noite de sono não é capaz de consertar, ou pelo menos amenizar. Quantas raivas não se amansaram depois de algumas horas de divino descanso e por quantas vezes bastou dormir para que os problemas parecessem menores? Se as pessoas dormissem mais, o mundo seria um lugar melhor. Por pior que tenha sido meu dia, a nota de Física, a briga com os pais e o xixi do cachorro no quarto, sempre terei duas grandes certezas na vida: a primeira é que Jesus me ama, a segunda é que no final de qualquer dia cruel existe uma noite de sono me esperando.

Se por um lado dormir parece uma enorme perda de tempo (e é), é o tipo de tempo jogado fora que, depois de acordar, você percebe que faria tudo de novo. Melhor que uma barra de chocolate inteira, porque dormir não engorda; melhor que o Álbum Branco, porque você não ouve Ob-La-Di Ob-La-Da enquanto dorme; melhor do que um par novo de sapatos, porque dormir é de graça; melhor até que marocar o Facebook da crush do momento, porque não existe a possibilidade de descobrir alguma coisa desagradável enquanto você dorme. Não existem limitações para o sono, toda hora é hora, todo lugar é lugar. Ainda bem que não consigo dormir em sala de aula, eu até tento, mas a paranoia não deixa. Em compensação, durmo no carro, no tapete da sala, já dormi sentada e tombei no sofá depois de um tempo, já apaguei durante toda a tarde com metade do corpo pra fora da cama, de tênis, com a cara enfiada no travesseiro. Dizem que os cães são um espelho do dono, e meu cachorro dorme 26 horas por dia. Nunca deixei de dormir por causa de filme de terror porque bebê de Rosemary nenhum consegue se sobrepor aos deleites do sono.

Das minhas paranoias delirantes hipocondríacas, as coisas que mais tenho medo de ter são, não necessariamente nessa ordem, tumor no cérebro (ou em qualquer lugar), diabetes, lúpus (mas nunca é lúpus) e insônia. Acordar pra mim é tão doloroso quanto ou até pior que nascer. Imagine você, um feto, na barriga quente da sua mãe sendo alimentado por um tubo no seu umbigo, chupando o dedo e dormindo e de repente te arrancam de lá e ainda batem na sua bunda pra você chorar. Caros obstetras, basta contar aos recém nascidos como vai ser a vidinha deles dali pra frente que eles chorarão que vai ser uma beleza. Acordar é tipo isso. É como se você estivesse mergulhando numa região abissal e é puxada para a superfície abruptamente, diante do sono a realidade vira um nitrogênio residual, acordar é uma embolia traumática do subconsciente.

Já vi coisas incríveis enquanto dormia. Já vi meu professor de Física mais querido subir no palco do Paul McCartney, catar um ukulele e cantar Dance Tonight; já cacei gremlins no shopping e topei com o Tarantino no elevador; divaguei sobre golden retrievers gigantes com pessoas aleatórias da escola; tomei sorvete e fui feliz com uma pessoa que provavelmente não deve se lembrar do meu nome. E mesmo se sonho que tirei 2 numa prova de História, que fui fazer vestibular e esqueci a caneta, que eu era uma florista molhada incapaz de pronunciar "the rain in Spain stay mainly in the plain", ou então o pior dos sonhos, que é aquele em que morre alguém querido, ainda assim existe a possibilidade de acordar e tudo não vai ter passado de um susto. Dormir é uma das coisas mais harmless de todo o mundo.

E talvez eu veja menos filmes porque durmo no meio deles com muito mais frequência do que gosto de admitir, e estude menos porque tem tardes em que dormir não é uma opção e sim uma necessidade, e talvez seja até melhor, vez ou outra, dormir mais tarde ou não dormir de jeito nenhum, mas isso é algo que discutirei depois, porque agora me bateu um sono daqueles.

15 comentários:

  1. Ah Anna, amei! Dormir pra mim também é maravilhoso, por todas essas razões! E sempre digo que amo sonhar, seja um sonho bom ou um pesadelo. Porque pesadelos podem ser tenebrosos, mas a sensação de acordar deles e constatar que foi apenas um sonho é algo que queríamos que acontecesse com todos os pesadelos reais da nossa vida né?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. A me bateu um sono também amo dormir é tão bom é magino, rs. Sonhos me levam pra outro mundo adoro dormir e me afundar na cama até não querer maie e quando acordo estou com preguissa de levantar, nossa me indentifiquei.
    http://hoteice.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. HASHDUIASHDHSDUISA, Ob-La-Di Ob-La-Da. E olha que eu conheço gente que diz que essa é a melhor deles! :S
    O Bebê de Rosemary nem dá medo, filminho mais sem graça.
    Essa noite eu sonhei com show do Paul.
    Eu não gosto de dormir. Sempre acho que "tô perdendo" alguma coisa e acordo com peso na consciência. Também nunca consegui dormir na aula, tenho uma (última) semana pra mudar isso - ou não.
    Mais legal é quando eu tenho pesadelos, eu mesma me acordo, em sonho. No meio daquela perseguição, em uma noite chuvosa em Londres, eu olho pra trás e grito: "É SÓ UM SONHO, ACORDA!" aí eu acordo. Hehe.


    beijos, Anna!

    ResponderExcluir
  4. haha que legal Anna!

    Tinha costume de dormir todas as tardes também, mas quem disse que consigo hoje? Dormir é muito gostoso apesar de perdermos um tempinho que poderia ser produtivo. Agora, o que não consigo mesmo é dormir na hora certa, ou pelo menos obedecer as recomendações de dormir mais cedo, por exemplo, são 1:27 agora e já devia estar na cama mas não tenho sono algum, é perigoso será? Não sei, mas amanhã, ou melhor, hoje, acordarei de novo mais tarde lá pelas tantas quase na hora do almoço (onde trabalho tenho que chegar às 13:00 hrs). Engraçado que é difícil lembrar dos meus sonhos, nunca paro para narrá-los ou contá-los, às vezes lembro vagarosamente de algumas imagens e só conto quando alguém conhecido estava lá rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu não costumava ter problemas com o sono. Até que passei uma temporada trabalhando durante a madrugada. Esse tempo já passou - graças a Deus -mas até hoje acho fácil dormir em situações variadas. Aprendi a valorizar o sono. Adoro a música que você escolheu pra abrir o post!

    ResponderExcluir
  6. Anna do céu. Acabei de acordar de um sono de.. sei lá, umas 15 horas (porque dormir BEM pra mim significa dormir mais que 10 horas por noite) e então estava eu aqui tentando ficar lúcida pra trabalhar e me vem você com um texto desses. Olha aqui que sono que eu fiquei, que condições terríveis pra uma manhã de sexta feira.

    Obs: dormir não é perda de tempo. NUNCA!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Meu Deus, ler seu post só me fez lembrar o quanto eu estou dormindo pouco e mal, 5h30 por noite não é digno... Só tive insônia uma vez mas veio seguida de milhares de tardes de muito sono. Quando li 100 anos de solidão fiquei muito tensa na parte da cidade que não dorme.

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Ai que difícil escolher: o que é melhor, comer ou dormir??? Acho que dá um empate bonito, amo demais os dois!

    Adorei o post. Uma ótima soneca para você.
    Beijo,
    Camila F.

    ResponderExcluir
  9. Ai, me deu até sono! Eu estava pensando esses dias em que, pode ser colo de mãe ou de namorado, lugar nenhum é mais confortável que a nossa própria cama. Ah, e já contei que já sonhei com você, né? Duas vezes, a segunda eu não lembro, mas a primeira nós estávamos chupando sorvete na porta da minha escola mas você começou a passar mal... Pois é! "Ainda bem que não consigo dormir em sala de aula, eu até tento, mas a paranoia não deixa." Eu também, haha. Beijos, Anna.

    ResponderExcluir
  10. CONCORDO PLENAMENTE! Não há nada que uma boa noite de sono não cure. Uma briga com a mãe, com o namorado, a nota baixa, tudo e qualquer coisa. Dormir é um estado de espírito, e sonhar também é delicioso. Não pesadelos, fato. E olha que eu sonho muito e lembro da maioria dos meus sonhos, haha. Enfim, adorei o post :*

    ResponderExcluir
  11. Hi! friend, Could you exchange link with my site? it is new, do hope our job will be bether then now if we exchange link together
    Here's mine
    http://khdoc.blogspot.com/

    http://khmergay.nibblebit.com/
    http://amangay.blogspot.com/
    cheer,

    Khdoc news

    ResponderExcluir
  12. Gosto muito de dormir, mas odeio que tire tantas horas de outras atividades tão gostas quanto que eu poderia estar fazendo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Fenomenal, o texto!!!!!
    Preciso dizer que minhas maiores depressões, foras, incompreensões e tristezas abissais foram curadas com boas tardes ou noites de sono!!!!
    Adorei a parte dos sonhos, Anna!!!!
    beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi Anna!
    Bom, eu ja falei que eu adoro seu jeito de escrever! falando de sono entao, apaixonei! ahaha..
    Deus que me perdoe tb, mas dormir eh o que ha!
    Ainda mais por aqui, no momento fazendo um frio do caramba e chovendo.. quando nao tem que ir trabalhar, existe algo melhor que dormir? acho que nao.
    Enfim, eu concordo com tudo que vc disse e assino embaixo! e melhor que o descanso de corpo e alma, sao os sonhos! adoro.. o que mais gosto, eh rever as pessoas da minha familia que ja se foram, tudo bem que eles nunca falam, mas mesmo assim, eu acordo com sentimento de ter matado a saudade.. ;]

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. eu amo dormir amo amo amo amo amo amo mais do que comer (porque também tenho preguiça de comer as vezes).
    durmo muito na escola, principalmente nas aulas de matemática. não que eu deveria. mas eu infelizmente sofro de um princípio de insônia por causa da ansiedade.
    ansiedade de viver, só pode. odeio perder tempo dormindo, quero apagar e acordar rápido pra viver outro dia.
    acho que eu to cada dia pior, viu.

    ResponderExcluir