sexta-feira, 27 de maio de 2011

Momento ego

Primeiro eu ia fazer a blasé e fingir que achei toda essa história trivial, mas não resisto. Nesses últimos dias coisas muito legais aconteceram e foi tudo graças à esse humilde sítio virtual. Semana passada foi corrida e eu não tive muito tempo de ler meus e-mails com calma, de modo que só na manhã de sábado eu consegui ler a mensagem que o Álvaro Pereira Júnior, colunista de cultura pop do Folhateen - caderno jovem da Folha de São Paulo -, havia me enviado. Não sei se vocês lembram, mas foi por causa de um texto dele que eu fiquei louca da vida de tanta vontade de ler "One Day" e foi o Google que fez com que ele tomasse conhecimento da minha saga. Agora que o livro foi lançado no Brasil, um trecho da coluna dele foi publicado na contra-capa e ele, sabendo disso, jogou no oráculo para ver qual era. Foi assim que ele chegou ao post Felicidade Clandestina.

O Álvaro Pereira Júnior me escreveu contando isso e dizendo que achava muito legal que alguém de fato leu a recomendação e a levou tão a sério que passou por tudo aquilo só pelo livro. Disse que, quando era mais novo e tinha o hábito de pedir as coisas pelo Correio, também ficava maluco de ansiedade esperando que elas chegassem. Escreveu que era bacana ter essa resposta, porque muitas vezes ele tem a impressão de que está escrevendo pra ninguém. Eu, de cara com essa história, só consegui dizer que mais surpresa estava eu com todo o caminho percorrido pelo texto, porque né. Até aí eu já tinha ganhado o dia, a semana, o mês... o cara que eu lia toda semana me leu também. Ponto de exclamação.

Aí que na segunda-feira estava eu na preguiça pós almoço, assistindo o Evaristo e a Sandra e lendo o jornal, como faço todos os dias. Nas segundas eu sempre leio primeiro o Pondé, depois o Folhateen, e depois continuo o resto do jornal. No Folhateen eu também começo pelo final, que é logo pela coluna do Álvaro, que nessa semana estava descendo a lenha na Banda Mais Bonita da Cidade. Imagine só que no quadro "Player" da coluna havia uma nota recomendando um texto de uma "Leitora de 17 anos da coluna, narra em blog sua luta para conseguir o livro" e seguia um link pro meu texto. Eu fiquei tão gelada e paralisada que precisei de um tempo até conseguir contar pra alguém. A nota era pequena e vai passar batido por muita gente, mas significou tanto pra mim ser recomendada por um cara que eu admiro, num jornal que eu amo e sou muito fã, que ainda que estivesse em aramaico com letras minúsculas seria a coisa mais legal do mundo.

Minha avó começou a ligar pra toda a família e minha mãe disse algo sobre plastificar o jornal... nem se eu quisesse eu conseguiria ser blasé.

P.S.: Pra quem quiser ver a coluna, tem online aqui (para assinantes) e o jornal digitalizado aqui - é só ir na última página do caderno, coluna Escuta Aqui.

16 comentários:

  1. oiee anna!
    nossa, que legal isso... nem sei se dou os parabéns ou não, mas imagino que tu deve estar mega feliz com tudo isso. eu também ficaria. ainda mais se fosse alguém que eu acompanho e admiro, como é o caso do álvaro. que tudo, hein? é quase um reconhecimento, néam? espero que aconteça mais vezes contigo, e comigo também... ^^
    beijo, beijo!
    ps.: plastifica sim, que é pra guardar! ;)

    ResponderExcluir
  2. Ai Anna, é uma delícia isso né? Foi assim que me senti quando mandei, despretenciosamente, um texto para o e-mail da sessão 'blogs' da Atrevida, no final de 2009.. E aí de repente, um dia, o telefone toca e a moça me diz: Então Ana, eu tô aqui com o seu texto, e vou publicar.
    Eu quase infartei.
    Quando a revista saiu, em janeiro de 2010, comprei várias, dei autografada pras minhas amigas, minha avó causou lá no interior, abriu a revista na cara da moça da banquinha e ficou apontando e falando que era a neta dela, mostrando o sobrenome um milhão de vezes, AHAHHA.
    Então, eu tô contigo: Impossível ser blasé! Comemora mesmo, hahaha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Espera, deixa eu ver se eu entendi, um link pro seu blog está impresso no maior jornal em circulação do país????? *_*
    Até eu fiquei estupefato, imagina você! Plastifica sim, emoldura e guarda pra mostrar pros filhos, pros netos... Se bem que, a julgar pelo seu talento, não me parece que esse seja o auge do seu reconhecimento, mas apenas o começo.
    E como assim o APJ tendo a impressão de que está escrevendo pra ninguém...? :X
    Enfim, que bom que você não fez a blasé, porque, olha, tem mais é compartilhar conosco mesmo! Estou certo de que ninguém que lê seu blog discorda de que o "so contagious" tem cada vez mais prestígio não por acaso, e sim por competência da autora - que encontra tempo pra estudar e ainda nunca deixar o blog abandonado.
    Agora, com licença, mas eu preciso retwittar o link pra esse post pra que todo mundo veja o quanto a minha amiga esta importante. hahahaha
    Fique bem.
    Beijos

    PS: Quanto tempo até a Anna receber um convite para escrever resenhas profissionalmente? :)

    ResponderExcluir
  4. Que lindo! Me lembro quando ganhei uma promoção com um texto meu, é uma sensação ímpar mesmo :D como eu já te disse no twitter (porque sou curiosíssima e cutuco mesmo!) adoro esse seu texto, ah, todos os seus textos, e acho merecidíssimo você ter um cantinho na mídia :*

    ResponderExcluir
  5. Orgulho Anninhs!
    Parabéns!!!
    Bjitos!

    ResponderExcluir
  6. E é isso que faz a gente manter nosso jeitinho despretensioso de blogar tão ativo! respostas sinceras a coisas que escrevemos e de repente tem uam repercussão tão legal!

    Parabéns menina!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  7. AAAAAAAAAH, que legal, se fosse comigo certamente eu nao acreditaria iria demorar um pouco pra cair a ficha :D

    ResponderExcluir
  8. NHÁÁÁÁÁÁ que legaaaallll *---*
    Parabéns, parabéns, parabéns ;D

    ResponderExcluir
  9. Mas que chique hein moça! Parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Deve ter sido a mesma sensação de quando eu fui lido pelo poeta Vieira Calado! Foi um rápido "interessante naco de prosa, Roberto",mas valeu por por muito mais. É. Eu fiquei paralisado! Ah! Parabéns! Um abraço!

    ResponderExcluir
  11. que linda! imagina só ver seu nome publicado num jornalão desses, hahahaha.
    começa logo a faculdade de jornalismo, annita! =(

    ResponderExcluir
  12. Que linda tu. (:
    Deve ser uma sensação ótima Anna. Parabéns, parabéns. *---*
    Beijo!

    ResponderExcluir
  13. Pois é, virei freguesa do seu blog depois que li o texto do Álvaro na Folhateen. Espero que muitos outros leitores cheguem também.

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Anna, caramba, parabéns!
    Você acaba de conseguir um ótimo conatao para quando for jornalista cultural. Sério! Vale muito à pena.
    (ai que inveja!)
    beijão.

    ResponderExcluir
  15. Que demais isso! Parabéns menina, tu merece mesmo, teus textos são ótimos!

    ResponderExcluir
  16. Parabéééénnnsssss!!!!!!!! Orgulho múltiplo! E você vai ainda mais longe do que isso, vá preparando a circulação. rs...
    beijo, querida.

    ResponderExcluir